Gustavo Briz

Enquanto estudava arquitectura e se frustrava com a mesma, tropeça em Berlim num texto sobre o Movimento de Transição. Daí foi um salto até à permacultura, e de repente ficou claro qual o caminho que queria seguir. Findo o Mestrado em Arquitectura, começa a explorar a permacultura, participa num “Permaculture Design Course” com Richard Perkins e Eunice Neves, e mais tarde num curso de professores de permacultura com Rosemary Morrow.

Nos caminhos da educação tem trabalhado em Educação para os Direitos Humanos com a Rede Inducar. Começou por ir a escolas a dinamizar sessões sobre orientação sexual e identidade e expressão de género. Integrou a bolsa de formadores do Conselho Nacional de Juventude.

A compreensão de que a natureza está intricadamente ligada, e que somente uma abordagem holística poderá visar as crises que nos assolam, e o reconhecimento do papel central que a comida e acto de comer têm em várias dimensões das nossas vidas (saúde, ecologia, paisagem, economia, etc) fizeram-no envolver-se com a LOCAL.

 

Duarte Martins <<
Hugo Dunkel >>