Cinema com Terra
31 março, 1 e 2 abril de 2016
Passos Manuel

De 31 de março a 2 de abril, o Cinema Passos Manuel, no Porto, vai receber uma mostra de cinema ligada à agricultura, ruralidade, saúde e alimentação.

Esta mostra pretende denunciar e refletir o impacto real que a alimentação têm no mundo contemporâneo. Por um lado o mundo rural sofre de um grande abandono, uma crescente erosão dos solos, a perda de conhecimentos ancestrais, de práticas integradas, que são dominadas pelo controlo de grandes multinacionais. Pelo outro, o mundo urbano, do consumidor desinformado que se expõe e se alimenta das perigosas modernas práticas de produção de alimentos, provenientes da agricultura e da pecuária convencionais intensivas.

Ao longo de três dias imergimos na tragédia que se tornou a indústria alimentar e a exploração humana e ambiental que ela acarreta, mas também seremos presenteados com as soluções que emergem e que procuram diluir esta absurda dicotomia cidade/campo.

our-daily-poisonO Nosso Veneno Quotidiano, fonte da imagem aqui.

O primeiro dia vai ser marcado pela exibição de cinco filmes portugueses, as restantes duas datas vão contar com filmes da autoria de Marie-Monique Robin, jornalista de investigação e cineasta francesa. Aos filmes segue-se, sempre que o tempo o permita, um debate aberto a todos os participantes.

1 bilhete (1 sessão) – 3€
1 passe (6 sessões) – 12€

31 Março (quinta)
– 18:00 –
Abertura

– 18:10/20:30 –
Águas em conta
realização Carlos Eduardo Viana; produção: Ao Norte
duração 55 minutos
Contra a corrente
realização: Carlos Eduardo Viana; produção: Ao Norte;
duração: 26 minutos
Milho à terra!
realização: Carlos Eduardo Viana; produção: Ao Norte;
duração: 50 minutos

– 21:30 / 24:00 –
Planalto
realização: Gonçalo Mota
duração: 10 minutos
O Pão que o Diabo Amassou
realização: José Vieira
duração: 82 minutos.
seguido de debate

1 Abril (sexta)
– 17:00 / 17:30 –
Apresentação de Marie-Monique Robin e debate

– 17:30 / 19:50 –
O Mundo Segundo a Monsanto
de Marie-Monique Robin
duração 2:20

– 19:50 /20:30 –
Debate

– 21:30 / 24:00 –
O Nosso Veneno Quotidiano
de Marie-Monique Robin
duração 2:20

2 Abril (sábado)
– 18:30 / 20:30 –
As Colheitas do Futuro
de Marie-Monique Robin
duração 1:36
seguido de debate

– 21:00 / 24:00 –
Mas que Belo Crescimento!,
de Marie-Monique Robin
duração 1:32
seguido de debate

A ideia de realizar um pequeno festival de cinema ligado a estas temáticas surgiu por parte da associação Colher Para Semear – Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais, que já levou a cabo uma primeira edição em Idanha-a-Nova em 2014. Nesta edição juntou-se  a Campo Aberto – Associação de Defesa do Ambiente, sediada no Porto.

Mais informações aqui.
panfleto informativo do festival aqui.
link do evento no facebook
Para reserva ou compra de bilhetes: atividadesca@gmail.com
Para mais info: 222 086 863; 918527653

fonte da imagem thumbnail aqui

comentários

comentários